Um bilhão de dólares: o novo meio bilhão de dólares

Nesta quarta a Paramount Pictures anunciou que “Transformers: O Lado Sombrio da Lua” ultrapassou a marca de 1 bilhão de dólares em bilheterias globais. É um grande feito, o que o transforma na nona maior bilheteria de todos os tempos! Esta marca bilionária já havia sido alcançada antes, este ano, por “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2” e “Piratas no Caribe: Navegando em Águas Misteriosas”. Aparentemente ter nome gigantesco é necessário para se fazer sucesso hoje em dia…

Eu acho esse dado curioso. Três filmes fizeram 1 bilhão de dólares em um ano. Três! É uma marca louvável, claro, afinal só existem dez filmes em toda a história que fizeram isso. Mas, se a corrente continuar, devemos ter mais uns três filmes bilionários ano que vem, quatro no outro, cinco em 2015… Até metade do século o Top 100 vai ser bilionário! Coloca um pouco em perspectiva o quanto o mercado cinematográfico mudou em, veja só, apenas dois aninhos.


Voltemos ao primeiro filme de 1 bilhão de dólares: o inesquecível “Titanic”! Quem tava vivo em 1997 lembra. Fenômeno é coisa de jogador de futebol, “Titanic” praticamente parou o planeta. Dava a impressão que durante os primeiros seis meses de 1998 só tinha um filme em cartaz! O recordista ficou absurdas 15 semanas em primeiro lugar nos EUA – de Dezembro até Abril! Não é pouca coisa! Tanto que fez $1,8 bilhão no final das contas e se tornou a maior bilheteria de todos os tempos – com grande vantagem, o dobro do segundo lugar na época, “Jurassic Park” e seus 900 milhões de verdinhas (resultado que o hoje o coloca em 19º lugar).

Depois do tsunami “Titanic”, demoraram longos cinco anos para outro filme passar do 1 bilhão. E foi “O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei”, lançado em 2003, mas só chegou nesta marca no ano seguinte. Preciso lembrar alguém o impacto da trilogia “O Senhor dos Anéis”? Não foi nenhum barco afundando, mas gerou muita falação e até hoje é uma série muito querida. E foi necessário o último episódio de uma trilogia, que veio a faturar 11 Oscars como “Titanic”, para passar de tal marca. O segundo filme bilionário!

Ano que vem Titanic vai fazer mais dinheiro: e dinheiro em 3D!

E daí em diante a coisa andou um pouco mais rápido. Em 2006 tivemos o aguardadíssimo “Piratas do Caribe: O Baú da Morte” a fazer 1 bilhão. E em 2008 veio o igualmente hypeado “Batman – O Cavaleiro das Trevas”. E em 2009 começou o furacão 3D que levou o novo filme de James Cameron, “Avatar”, ao ranking bilionário. Na verdade um bilhãozinho foi pouco, por que o filme conquistou $2,7 bilhões mundialmente, deixando “Titanic” comer poeira de iceberg!

Daí virou festa… Em 2010 tivemos dois filmes com a marca: “Alice no País das Maravilhas” e “Toy Story 3”. E agora em 2011 tivemos mais três, citados no primeiro parágrafo. Um senhor ranking. Com muita coisa em comum: todos são blockbusters, seis deles são em 3D e três estrelados pelo Johnny Depp (!!!). Agora o que me leva à discussão é: fazer um bilhão de dólares é algo tão fenomenal assim quanto os estúdios querem insinuar?

Beleza, apenas dez filmes fizeram isso na história, mas como eu já disse, em breve não serão apenas dez. O número vai crescer muito! Alguém duvida que o algum dos dois vindouros “Crepúsculo” – ou ambos – chegue lá?  Ano que vem temos mais concorrentes, como “Os Vingadores” e o próximo Batman. E por que não os dois filmes “O Hobbit”? E claro, em breve teremos outros dois “Avatar” também, que devem chegar lá fácil… Viram uma tendência?

Yeah baby!

Fazer 1 bilhão de dólares é ótimo marketing, mas não é aquilo que era na época de “Titanic”. Na verdade nem da época de “O Cavaleiro das Trevas”, que demorou seis meses para chegar na marca! Este último Harry Potter fez isso em duas semanas!!! “Harry Potter 8” inclusive se encaminha para se tornar a terceira maior bilheteria de todos os tempos – ou, se você preferir, a maior bilheteria de um filme não dirigido por James Cameron (tenso). Não é pouca coisa e muito digno para o último filme da mais popular franquia da última década. Mas quem garante que em apenas dois anos esta terceira maior bilheteria não será a quinta ou sexta? Veja o coitado do Batman: era a quarta, hoje é décima!

“Titanic” e “Avatar” continuarão lá no topo, por que a marca que eles alcançaram é muito alta. Mas os sinais dos tempos estão aí, e em parte podemos culpar as tarifas cara para se assistir a filmes em 3D. Fato é que, para se fazer 1 bilhão de dólares hoje em dia, não é mais coisa de “filme do ano”. Deixem os estúdios fazer o spin que quiserem com o assunto. Mas quando dois filmes tornam-se bilionários na mesma semana, tá claro que “a grande marca” virou assunto de feira.

Esse post foi publicado em Feira da Semana e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s