Revisitando a série PixelJunk

A partir de hoje e até a próxima terça-feira (15 de Maio), a cultuada série PixelJunk está em promoção na PlayStation Store da Sony. Você pode comprar seis jogos da franquia por um total de apenas 13 dólares. Um pouco mais de duas doletas por jogo, uma verdadeira barganha… Aproveitando esta bela promoção, irei fazer uma breve análise de cada um desses jogos desenvolvidos pela Q-Games para PlayStation 3 e que também está disponível para PC pela Steam.

  • 1-1 “PixelJunk Racers”: Lançado originalmente em 2007, o primeiro jogo do título PixelJunk é na verdade o mais fraco de todos. Um jogo de corrida com visão de cima em uma câmera estática, o jogo não tem bons controles e é bastante repetitivo. Por um dólar, não tem erro, mas de todos os PixelJunk disponíveis é a mais fraca e não vale o preço original. A versão 1-1a, “2nd Lap”, não é bem uma sequência nem expansão e sim um update, com novos modos de jogo e troféus.
  • 1-2 “PixelJunk Monsters”: Por muitos considerado o melhor jogo, “Monsters” é um título de “tower defense”, lançado também em 2007 e muito diferente do seu antecessor, já mostrando que a Q-Games estava interessada em variar. Aqui você controla um ser estranho que deve proteger sua fortaleza com outros vintes seres estranhos, no meio de uma floresta, sobrevivendo aos inimigos, em dez ondas de ataque. No lugar de uma árvore você escolhe o que irá construir (apologia ao desmatamento? Oops!) e assim o jogo segue por inúmeras fases. Um pouco repetitivo, sim, mas bastante viciante e criativo. A expansão 1-2a, “Encore”, adiciona novos desafios e custa 6 dólares adicionais.
  • 1-3 “PixelJunk Eden”: Agora um título de plataforma, “Eden” foi lançado em 2008 e é o mais inusitado da série. Você controla outro ser estranho em um mundo de visual bastante específico e deve subir em plantas e coletar polém para juntar pontos e passar de fase. O jogo e bastante desafiador e frustrante, cativa muito por ser uma experiência praticamente psicodélica com uma trilha sonora fascinante. A expansão 1-3a também chamada de “Encore” custa 6 dólares adicionais e adiciona novas fases.
  • 1-4 “PixelJunk Shooter”: Lançado em 2009, é o meu favorito do pacote. “Shooter” na verdade é quase um jogo de estratégia, onde você controla uma nave navegando por um planeta e resgatando sobreviventes. Cada fase tem seu grupo de segredos e estilo próprio, variando em enigmas, inimigos e tipos de elemento que sua nave deve lidar. A aventura toda é infelizmente curta, mas bastante fascinante ainda assim. A trilha sonora também faz parte da experiência.
  • 1-4a “PixelJunk Shooter 2”: Lançado em 2011, “Shooter 2” é uma verdadeira sequência, não apenas expansão. Contém novas fases incrivelmente diferentes, com novos inimigos e desafios bastante originais. Quem gostou do primeiro jogo com certeza irá encontrar mais do mesmo que é bom! “Shooter 2” também vem com um modo multiplayer, extremamente problemático infelizmente. Mas a experiência singleplayer mais do que vale à pena. Eu escrevi um review completo aqui no blog, ano passado.
  • 1-4b “PixelJunk Sidescroller”: Lançado no mesmo ano que “Shooter 2”, “Sidescroller” é de uma certa forma uma sequência em espírito. “Shooter 2” inclusive incluía uma fase secreta que servia de preview para este novo episódio! Acontece que aqui sua navezinha deixa de lado os enigmas e a estratégia e foca-se apenas em uma atividade mais condizente com o título da sub-série original: atirar! “Sidescroller” é um daqueles jogos de tiro de navinha de fliperamas de antigamente, do visual ao áudio e pontuação e tudo mais. Apesar do clima retrô extremamente bem reproduzido, o jogo tem defeitos e é um pouco falho em certas áreas. Comparado com os dois “PixelJunk Shooter” que o precederam, é uma certa decepção. Mas não deixa de ser divertido.

Independente de você ter entrado neste artigo a tempo de aproveitar a promoção ou não, não deixe de experimentar a série PixelJunk. É a série indie mais criativa da PS Store, de longe, apresentando sempre um estilo novo de cada versão. O próximo episódio, “PixelJunk 4am” será lançado ainda este ano e promete ser ainda mais inusitado. E, se tudo der certo, ainda mais interessante!

Anúncios
Esse post foi publicado em Recomendações e marcado , , . Guardar link permanente.

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s