Review: “Depois da Terra” de M. Night Shyamalan

Deveriam estudar a carreira de M. Night Shyamalan. O diretor indiano explodiu no mundo cinematográfico com o clássico “O Sexto Sentido” em 1999, mas de lá para cá nunca mais conseguiu emplacar nada que não fosse desprezo. Às vezes o chamam de one hit wonder, tipo aqueles cantores que conseguem sucesso com uma música, mas somem após isso – alguém se lembra da Meredith Brooks? Não considero o caso. Shyamalan seguiu com dois bons filmes após, “Corpo Fechado” e “Sinais”. Só que após esses caiu em um abismo profundo, que não se contentou com a mediocridade e mergulhou nas trevas do ridículo.

“Depois da Terra” é seu mais recente fiasco. O filme tem muita coisa errada! A história não convence, o roteiro é absurdo, os protagonistas não cativam nem uma parede e a direção, surpresa, é boçal. É do mesmo diretor que acertou em todos esses elementos com o genial “O Sexto Sentido”? Pois é, beira o inacreditável!

“Depois da Terra” se passa, coff coff, depois da Terra. Abandonamos nosso planeta após ele se tornar inabitável – isso é muito mal explicado, contente-se com imagens de poluição e desastres naturais atuais para lhe convencer. Habitando outro planeta nós passamos a ser perseguidos por alienígenas (acredito serem os primitivos do local) que nos caçavam com umas criaturas cegas e surdas, mas que sentem o cheiro do nosso medo. Armas letais, aparentemente melhores do que monstros que veem a ouvem… Sabe-se lá por quê! Pelo jeito sentir cheiro é uma vantagem incrível!

O general Cypher Raige e seu filho Kitai vão para uma missão em outro planeta, mas esbarram num cinturão de meteoros e acabam caindo na Terra. O pai está machucado, logo cabe a seu primogênito ir atrás de um pedaço dos destroços da nave para tentar pedir resgate. Mas tem um problema: uma das criaturas que sente cheiro está solta por aí, portanto Kitai tem que aprender a não ter medo para sobreviver! E irá aprender isso com seu pai, que não tem medo, pois descobriu que medo é uma escolha – basta você decidir “eu não tenho medo” que você não terá! Adivinha se Kitai vai fazer isso no clímax?

Aprendendo a não ter medo em um passo: escolha não ter!

É muito ridículo. A história parece querer entrar nessa proposta do “vencer seus próprios medos”, que poderia ser um tema muito interessante! Mas o que uma Terra inóspita tem a ver com isso? Todo o conceito de um planeta abandonado, que seguiu em frente sem nós, é desperdiçado. Comparado com outro sci-fi similar, “Oblivion”, a Terra de “Depois da Terra” é muito sem graça. Apenas uma floresta! Sem cidades, ruínas, ou qualquer resquício de que por aqui passamos. E os animais evoluíram para matar humanos, segundo Raige, mas como se nunca tiveram contato conosco? Como um bicho aprende a caçar uma caça que nunca viu? Não bastasse isso, todos fracassam nessa proposta idiota. Nenhum dos animais consegue matar frágil Kitai. Que evolução furreca foi essa?!

A lista é grande, mas basta resumir que nada em “Depois da Terra” tem sentido ou empolga. A história é muito chata e a direção linear e sem criatividade. Shyamalan abusa dos closes e ângulos básicos, raramente tenta algo inusitado ou ao menos belo. O filme inteiro tem cara de produção barata… Outro defeito grave: os heróis. O protagonista é Will Smith, ator incrivelmente carismático, interpretando um personagem chato. Dou crédito a ele por convencer como um militar rigoroso e monótono, mas não sei quem pensou que esse personagem seria interessante de acompanhar! Junto com ele está seu filho Jaden Smith, muito talentoso em fazer cara de bunda. Mas não convence com nenhum diálogo, por mais simples que seja. Ironicamente seu personagem é muito mais interessante que o de seu pai, mas ele não consegue dar vida a isso.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes, Reviews e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Review: “Depois da Terra” de M. Night Shyamalan

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s