Review: “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido” de Bryan Singer

O primeiro X-Men lá de 2000 é o grande responsável por tornar filmes de super-heróis em blockbuster padrão nessas duas décadas em que a “moda” prospera. Claro que foi “Homem-Aranha” que fez o gênero virar fenômeno e o sucesso estrondoso de “Batman – O Cavaleiro das Trevas” ou “Os Vingadores” é sempre mais lembrado. Mas não fosse um grupo de mutantes ter dado um certeiro primeiro passo 14 anos atrás… Será que teríamos o que temos hoje?

Pois “X-Men: O Filme” tem seus problemas, mas é um filme extremamente bem feito. E sua sequência ainda mais! Bryan Singer (diretor dos dois) firmou essa possibilidade, que Sam Raimi ou Christopher Nolan vieram a poder tratar mais tarde, de que adaptações de super-heróis dos quadrinhos podem ser blockbusters memoráveis, com história e personagens que ficam na memória. Dito isso: “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido” é um digno episódio deste legado.

O filme é dirigido por Singer, 11 anos depois de nos presentear com o incrível “X-Men 2”. A história sabe que ele abandonou um terceiro X-Men para fazer aquele execrável “Superman – O Retorno” em 2006. Mesmo ano que saiu o bastante inferior “X-Men: O Confronto Final”, que encerrou a trilogia de forma capenga. “Dias de um Futuro Esquecido” quer apagar esse passado. Ao final temos possibilidades otimistas para o elenco que estreou em “X-Men: Primeira Classe” e um encerramento digno para o elenco antigo.

Méritos de Singer por fazer amarrar um filme sobre duas cronologias de forma bem simples. A história da viagem no tempo deveria dar pano para muita confusão… Começamos em um futuro onde mutantes são caçados por Sentinelas, robôs com poderes muito injustos e que vencem qualquer briga como se estivessem usando macete! O Wolverine é enviado de volta ao passado por Kitty Pride (um poder que ela tem “por que sim”) para impedir um evento importante: a Mística de assassinar Bolívar Trask nos anos 70, que é a causa para o governo norte-americano iniciar o plano de produção dos robôs. Para isso ele precisa da ajuda de um Professor Xavier traumatizado e de um Magneto preso.

~god mode

Haja furos no roteiro no que envolve tudo da saga, mas a história se amarra eficazmente. A trama é simples, perde um pouco de foco no segundo ato, mas os personagens compensam e existem bons momentos para lhe manter entretido. Singer sabe filmar belas cenas de ação e aproveitar criativamente os poderes de alguns novos mutantes, como Mercúrio e Blink. No clímax quem segura tudo é Magneto em, provavelmente, a cena mais impressionante envolvendo o mestre do magnetismo. Que continua um bom vilão, diga-se de passagem!

O elenco é liderado por Hugh Jackman, pela sexta vez como Wolverine, e já demonstrando bastante cansaço. Hora de passar a bola, né? Ele é auxiliado pelo elenco de “Primeira Classe”, principalmente Michael Fassbender e James McAvoy. Ambos novamente ótimos, com boas cenas, mas é McAvoy que merece os louros de roubar as cenas. Nos momentos em que ele tem para se destacar, arrasa! Jennifer Lawrence volta como uma Mística nada mística e temos também Nicholas Hoult como um Fera usando uma maquiagem melhor.

Como participações do elenco antigo temos Patrick Stewart, Ian McKellen, Halle Berry, Ellen Page e alguns outros cameos. As novidades ficam por conta de Evan Peters como o interessante Mercúrio (apesar da roupa ridícula) e Peter Dinklage como o ameaçador vilão Trask. Nossa, quanta gente! Não se preocupe, o elenco enorme não atrapalha. Pelo contrário, X-Men continua sendo uma série sobre equipe e funciona muito bem nesse quesito. É o “X-Men 4” que você sempre quis. Ou o “X-Men 3” que imaginou em 2003…

As estrelas do filme, novamente.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes, Reviews e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s