Review: “Missão: Impossível – Nação Secreta” de Christopher McQuarrie

A série cinematográfica Missão: Impossível surgiu lá em 1996, inspirado em um seriado de televisão dos anos 1960, e fez certo sucesso que ajudou a catapultar Tom Cruise como grande herói de ação – até então ele era um galã, não necessariamente um astro. Incrível pensar que já se passaram quase 20 anos e estamos ainda no quinto filme e com o mesmo protagonista! “Missão: Impossível – Nação Secreta” é aquele mais do mesmo que serve para reforçar o status de Cruise como a última grande estrela do cinema.

O filme começa com uma breve cena de ação – que serve apenas para Cruise mostrar para os super-heróis da Marvel como se faz uma cena de ação – e logo parte para o que importa: a IMF para o qual o agente Ethan Hunt trabalha está se desmantelada e assimilada pela CIA, mas Hunt ainda suspeita que uma organização secreta chamada de Sindicado que matar um monte de gente importante. Blá blá blá viagens por locais exóticos blá blá blá invadir um computador blá blá blá pen drive USB. A história não tem sentido algum e nem se esforça muito em desenvolver nada. É apenas um fio condutor para o entretenimento.

E longe de mim querer defender filmes que pedem para você “desligar o cérebro” e “embarcar na montanha-russa”. Isso para mim é desculpe esfarrapada de roteirista incapaz de desenvolver uma trama. Mas “Missão: Impossível – Nação Secreta” funciona e boa parte disso se dá por sua honestidade. O filme não é burro, os personagens não tomam atitudes sem sentido e as coincidências, apesar de haverem, não são forçadas para facilitar o enredo. É uma trama simples, sem desenvolvimento algum de personagem, mas que é carregada por uma boa dose de sequências fantásticas e absurdas.

Se você já achava a franquia mentirosa, eis o filme que irá testar a sua paciência! Nem nas mãos de John Woo (“Missão: Impossível 2”) Ethan Hunt foi tão resistente a malabarismos. Mas as cenas são bem filmadas e convencem como espetáculo visual. Em temos onde a maioria dos blockbusters mais parecem animações e os stunts parecem desenhados no computador, um filme destes é deliciosamente tradicional. E muito bem filmado também.

Diria eu que desde Brian DePalma (“Missão: Impossível”) que a série não estava em mãos tão competentemente estéticas. Christopher McQuarrie (“Jack Reacher: O Último Tiro”) filme muito bem e tem olho para enquadramentos. Além de editar as sequências mais absurdas com capricho e preocupação em mostrar o que está acontecendo. Infelizmente ele não eleva esta aventura a nada além de “o novo episódio da semana”, enquadrando a franquia de volta às suas raízes seriais. Não chega a ser um erro – pois funciona, no final das contas! – mas acho que “007 – Operação Skyfall” mostrou que tem como você fazer um filme tradicional e episódico sem deixar de arriscar para elementos novos em uma receita velha.

De qualquer forma, voltamos a Tom Cruise. Hoje em dia a gente pode ter lá os heróis da Marvel e DC lutando por bilhões nos cinemas, mas alguém pode me dizer onde se acha outro Tom Cruise? Foi-se o tempo em que blockbusters eram carregados por astros, e não marcas registradas, e ele parece ser o último grande herói. Ainda é carismático, ainda é bonitão e ainda convence nas cenas de ação. Diga-se de passagem, acho que nunca o vi tão em forma! Alguns dos seus malabarismos parecem coisa de Jackie Chan.

O resto do elenco trás de volta do último filme Simon Pegg, Jeremy Renner e Ving Rhames (o único que está na franquia com Cruise desde o primeiro). As novidades são Alec Baldwin e Rebecca Ferguson, tão boa nas sequências de ação quanto seu companheiro masculino. Se algum dia quiserem fazer um Missão: Impossível estrelado por uma mulher, já acharam a protagonista.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes, Reviews e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s