Review: “Halloween” de David Gordon Green

Este novo “Halloween” é sequência do “Halloween” clássico de 1978 que ganhou uma sequência chamada “Halloween 2” em 1981, mas que é ignorada nesta nova sequência que não se chama “Halloween 2” e tem o mesmo nome do filme que sucede. Basicamente “Halloween” é sequência de “Halloween”, mas não é “Halloween 2” por que já existem dois filmes com esse nome; algo menos absurdo do que existirem três filmes com o nome de “Halloween”. Confuso?

Pois tudo poderia ser resolvido com um subtítulo, sabe Universal…

O filme se passa 40 anos após o massacre do Dia das Bruxas de 1978 – assim como “Halloween H20: Vinte Anos Depois” se passava vinte anos após, mas esse filme não é considerado aqui também. Michael Meyers está preso em uma sanatório e Laurie Strode em sua própria casa por que ela transformou o lugar em uma fortaleza para caso o mascarado voltasse. Isso não significa que ela não deu continuidade à sua vida – teve uma filha e também uma neta – mas o passado sempre ficará lhe atormentando. Claro, dá para julgar? Acho bastante normal ficar traumatizado após quase ser assassinada por um maluco mascarado que matou todos seus amigos.

Após uma cena de prólogo que não serve para muita coisa e uma sequência de créditos absolutamente brilhante (que faz referência à original, com um toque novo bem inteligente), o filme introduz brevemente os novos personagens, antes de permitir que Meyers fuja, encontre sua máscara favorita e passe a matar pessoas na noite do Dia das Bruxas como se nada tivesse mudado em quatro décadas. Bem, para ele, não mudou. Para Laurie, mudou bastante, e agora ela está preparada – mas quer também proteger a filha e a neta. Esse toque de “lados da mesma moeda” na relação dos dois é bem interessante. Meyers segue mudo, completamente ausente de personagem, a mesma figura de sempre. Strode tem lá seus traumas e maluquices por que, como já disse, convenhamos, né? Mas está disposta a seguir em frente. Só precisa de um ponto final.

Jamie Lee Curtis volta ao papel que a transformou em estrela e, apesar de já ter revisitado Laurie outras duas vezes, aqui ela tem a oportunidade de criar algo. Diferente do já citado “H20”, nossa heroína tem traumas mais reais. Mas tem um propósito. Sim, ela pode não ter sido a melhor pessoa para educar sua filha Karen, mas preparada para protegê-la ela está. E essa relação de união entre gerações (não esquecer da neta) cria um elo muito interessante nestes tempos em que mulheres estão aprendendo a se unirem mais para enfrentar os nossos “bichos papões” da vida real. Combinando isso com um clímax tenso e absolutamente brilhante, com boas referências ao filme original e uma inteligente reviravolta, “Halloween” é um slasher daqueles bons que está com as intenções nos lugares corretos.

O filme é dirigido por David Gordon Green (de “Especialista em Crise”) que encontra o tom correto em emular o original de John Carpenter. Alguns belos enquadramentos nas cenas de assassinato ajudam no clima e, claro, o supracitado clímax é um show de direção. Destaque também para a trilha sonora, que inclui o tema clássico de Carpenter e faz muito bom uso dele. Além de Curtis, o elenco ainda conta com Judy Greer (“Os Descendentes”) como Karen e Andi Matichak como a neta Allyson. Ambas em boas atuações de mulheres prontas para lidar com uma situação de terror. Will Patton é o xerife local. Dylan Arnold, Virginia Gardner e Miles Robin são os novos adolescentes prontos para serem as novas vítimas de Michael Meyers. James Jude Courtney e Nick Castle (que fez o papel no original) dividem os créditos da “forma” atrás da máscara.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes, Reviews e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Comente aqui...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s